Projeto Cantigas e Cirandas no Cerrado é lançado

06/06/2013

Na última quarta-feira, dia 29 de maio, o Programa Energia Social para Sustentabilidade Local da Odebrecht Agroindustrial lançou o projeto Cantigas e Cirandas no Cerrado ao município de Costa Rica, Mato Grosso do Sul. A iniciativa que conta com a parceria da prefeitura de Costa Rica e a ONG Movimento Vida Viva (MVV), tem o objetivo de valorizar o folclore brasileiro e suas variantes na região do Cerrado, por meio do lançamento de um livro e um CD.  
 
“Nosso objetivo é estimular as crianças e jovens a apreciarem o folclore e música de sua origem, contribuindo para a valorização da identidade local e a perpetuação da cultura do Centro-Oeste”, afirma Carla Pires, responsável por Sustentabilidade da Odebrecht Agroindustrial.
 
Segundo Marlei Cunha, idealizador do projeto e responsável pelas pesquisas, a ideia é resgatar brincadeiras, canções, cantigas de roda e histórias infantis, que proporcionarão maior interatividade entre famílias e amigos. “As publicações visam ensinar às novas gerações as expressões culturais locais, já esquecidas pela população do município”, acrescenta.
 
Durante o ano de 2013, serão realizadas oficinas culturais nas escolas públicas da região  para incentivar a utilização do livro e do CD nas atividades didáticas de forma lúdica. Apenas em Costa Rica, cerca de 6 mil alunos devem participar das atividades. Também serão envolvidos estudantes do curso de Pedagogia da Faculdade de Educação de Costa Rica (FECRA) e Integrantes da Odebrecht Agroindustrial e seus familiares.
 
As comunidades dos nove municípios próximos às unidades da Odebrecht Agroindustrial onde o programa Energia Social está inserido terão acesso ao livro e ao CD. No total, foram impressos 2 mil exemplares.

 

Sobre o Programa Energia Social para Sustentabilidade Local

A Odebrecht Agroindustrial consolidou o Programa Energia Social para Sustentabilidade Local entre os nove municípios próximos às usinas da Odebrecht, localizadas nos Estados de São Paulo, Goiás e Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. O objetivo do Programa é contribuir para a melhoria das condições socioeconômicas e ambientais das comunidades, dos parceiros e do governo local por meio de ações como formação de cooperativas, promoção de ecoturismo, entre outras, nas áreas de educação, cultura, saúde, segurança e preservação do meio ambiente.