A Odebrecht Agroindustrial completa 6 anos

04/07/2013

Com nove unidades agroindustriais em quatro estados brasileiros, empresa já investiu mais de R$ 9 bilhões e ocupa hoje a segunda posição entre os maiores produtores de etanol do Brasil.

A Odebrecht Agroindustrial completa hoje seis anos de atuação. A empresa, que tem nove unidades nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, emprega atualmente 17 mil pessoas, e já ocupa a segunda posição entre os maiores produtores de etanol do país.

Na safra atual (2013/2014), a empresa pretende investir R$ 1 bilhão e aumentar a área plantada pela empresa em mais de 100 mil hectares. Este montante também inclui investimentos significativos a serem realizados pela empresa na área industrial das unidades.

Também está prevista a instalação de novas unidades de desidratação de etanol nas Unidades Santa Luzia, do polo Mato Grosso do Sul e Costa Rica, do polo Taquari, ambas localizadas no estado de Mato Grosso do Sul, que aumentarão a capacidade de produção de etanol anidro nas unidades, permitindo melhor flexibilidade do mix de produtos e, assim, aproveitar as oportunidades de negócio. As duas fábricas devem ser inauguradas ainda nesta safra.

Já na Unidade Rio Claro, em Goiás será desenvolvido um projeto de Manejo de Cana Irrigado, que irá melhorar a produtividade, por meio da introdução de um sistema de irrigação por pivô em uma área de cerca de 5 mil hectares.

Além disso, projetos de melhoria de eficiência energética, por meio da separação e recuperação da palha de cana a seco, estão sendo executados em três unidades: Alto Taquari, localizada em município homônimo no Mato Grosso, Conquista do Pontal e Santa Luzia.

A previsão é que as nove unidades da Odebrecht Agroindustrial totalizem a moagem de 25 milhões de toneladas de cana, 29% a mais que o volume processado na safra 2012/2013, o que a permitirá produzir 1,78 bilhão de litros de etanol, cogerar 2,7 mil GWh de energia elétrica e fabricar mais de 580 mil toneladas de açúcar.

Assim, a empresa segue no desafio de ser líder em bioenergia do país, com a perspectiva de para moer 40 milhões de toneladas de cana e produzir 3 bilhões de litros de etanol na safra 2016/2017.

A estrutura industrial de todas as unidades da Odebrecht Agroindustrial é dotada de avançados equipamentos e tecnologias do setor de bioenergia brasileiro. As atividades de plantio e colheita são 100% mecanizadas, eliminando a emissão de gases com a queimada de palha de cana de açúcar. A sustentabilidade também se mantém no centro da atuação da empresa, por meio de ações no sentido de zelar pela preservação do meio ambiente, pela conservação da biodiversidade e pelo desenvolvimento das regiões onde a empresa tem operação.